BURACO DA FECHADURA

ilustração: Estevão Teuber



pela fresta, pelo vão
olho-me nas pontas dos pés:

em meu cheiro
metade;

quem é essa moça nua,
essa outra que me espia
pelo buraco da fechadura?


poema do livro BRICOLAGES para GELADEIRA, 2006.

Postagens mais visitadas deste blog

DA CALMA E DO SILÊNCIO

COISAS VERMELHAS

EX-VOTO, ADÉLIA PRADO