SOBRE HORIZONTES


Fotografia: Alexandre C Pereira

captura uma imagem no horizonte. argumento para conservar. para guardar.  como um poema guarda a imagem do poema, guarda o primeiro plano e o de fundo. depois, desarticula o olhar para ver mais a gravidade da cena. na vazante de águas raras e claras;  uma janela no manguezal. o olhar é conflito e argumento no horizonte. a dinâmica da seca e da cheia. e é vôo.

Postagens mais visitadas deste blog

DA CALMA E DO SILÊNCIO

COISAS VERMELHAS

EX-VOTO, ADÉLIA PRADO