terça-feira, 20 de outubro de 2015

BAÍA BABITONGA


eu, baía


foto/vídeo: Clotilde Zingali


eu, baía

No canto da Babitonga,
eu mar;
eu pedaço de água e terra;
pedaço que avista;
pedaço-ponte, pedaço-ponto no dela horizonte;
Eu ilha.

Nas adjacências desse lugar,
aromas de verde e de atalho.
Sou eu que transverso o caminho e
poemo a possibilidade.
Eu barco. Eu vento e velas.




Postagem em destaque

SOBRE QUESTÕES RESPIRATÓRIAS E AMORES INVENTADOS

http://metropolitanafm.uol.com.br/novidades/entretenimento/imagens-incriveis-mostram-a-realidade-das-bailarinas-que-voce-nunca-viu...