Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015
Imagem
SIMPLES, ALICE. Clotilde Zingali - hidrográfica sobre papel - 2014
A tua cara olhando por cima a tua cara que coisifica o que vai vendo a tua cara assim com olhos bêbados olhos trôpegos olhos tristes a tua cara me dá nojo me dá nojo olhar tua cara e teus olhos que (des) olham o mundo (tudo para quê, afinal?) ... tudo sempre acenando (des) conclusão e (dês) autoria. Por isso não evito e grito a exclamação no meio da sala deixando a todos de bocas mudas e olhos estancados. Nada (nem mesmo a tua cara indignada) me impediria ser inteira fragmento de um escândalo completo. Eu debaixo de tantos olhos e toda em cacos no chão da sala. uma ideia de ladrilho. A tua cara? Não se preocupe.... tua cara nunca entendeu nada.